terça-feira, 22 de outubro de 2013

Projeto valoriza nomes de ruas

Ilustração da Praça Marechal Deodoro em 1889 
Foto: Divulgação

Villela protocolou mais um Projeto de Lei que tem como objetivo facilitar a vida de todos aqueles que circulam em Porto Alegre. Se aprovado, o projeto deve modificar as sinalizações de logradouros da cidade, incluindo seus nomes consagrados nas placas.

Exemplo disso é o que ocorre com dois pontos tradicionais da capital, como a Rua dos Andradas, até hoje conhecida como Rua da Praia; e a Praça Marechal Deodoro, que ainda é chamada por todos de Praça da Matriz. Em suas novas placas indicativas, seus nomes conhecidos, e reconhecidos pela população, viriam logo abaixo das suas denominações oficiais.

No caso da Praça da Matriz, o local foi chamado de Praça Marechal Deodoro em 1889 com a Proclamação da República, mas desde meados de 1753 quando a Igreja Matriz foi construída nas proximidades, a área é reconhecida e eternizada como Praça da Matriz.

O local também é lembrado pelos anos de história, por ter sido palco de acontecimentos de relevância como a recepção ao Imperador Dom Pedro II, a aclamação da República, o estopim da Revolução de 1923, e por ser destino de passeatas e manifestações até hoje.

A história da Rua da Praia é semelhante. Denominada Rua dos Andradas desde 1865, o local é, há 120 anos, chamado de Rua da Praia por carregar histórias e lembranças da Capital. É a rua mais antiga da cidade, da qual existem referências datadas de 1781 de casas cobertas de capim. A rua, inicialmente localizada em frente ao “porto de Viamão”, sofreu diversas modificações.

O processo de calçamento foi um deles que teve início por volta de 1865, com a troca de pedras irregulares por paralelepípedos, em seguida a colocação de paralelepípedos de granito em mosaico, que ainda permanecem em alguns trechos e mais tarde a implantação do Calçadão da Rua da Praia, construído na gestão de Villela como prefeito.

Nenhum comentário: