terça-feira, 26 de novembro de 2013

Sensibilidade Ambiental


Placa em homenagem a Villela
Foto: Douglas Mello

Dentre inúmeros reconhecimentos que Villela coleciona desde sua gestão como prefeito de Porto Alegre, uma continua plantada em um dos pontos mais movimentados do centro da Capital. A placa de homenagem ao antigo prefeito (e atual vereador), dada pela Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN), encontra-se na base de um Pinheiro e prestigia a sensibilidade ambiental do então Prefeito.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Parque Moinhos de Vento

Imagem do Parque Moinhos de Vento
Foto: Blog Malas e Panelas

O Parque Moinhos de Vento, conhecido como Parcão, foi oficialmente criado em 1972. Com 115 mil metros quadrados, está localizado no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, e conta com uma infraestrutura esportiva com campo de futebol, quadras de tênis, cancha de bocha, aparelhos de ginástica, pista de patinação, quadras polivalentes e mesa de ping-pong.

A sede administrativa, uma réplica de moinho, é cercada por um lago artificial e uma mini-cascata que abrigam uma fauna composta por tartarugas, gansos, marrecos e peixes. Além disso, o parque se destaca pelo espaço para caminhada e playground que, junto ao lago, tornam o Parcão um lugar aconchegante e preferido por grupos de amigos e famílias.

Durante a gestão de Guilherme Socias Villela como prefeito de Porto Alegre, o local passou por ampliações significativas, desfrutadas atualmente por centenas de pessoas, principalmente aos finais de semana. 

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Responsabilidade, seriedade e transparência

Um mês antes de fechar o ano de 2013, as informações do Portal Transparência, da Câmara Municipal de Porto Alegre, mostram como deverá finalizar os gastos de cada Gabinete. Desde a última reportagem, publicada no jornal Diário Gaúcho, no mês de agosto, o vereador Villela continua sendo o mais econômico, utilizando o mínimo de sua quota básica mensal (QBM).
A atual diferença de Villela para o vereador que mais contabiliza gastos na Casa é de mais de R$ 70 mil. O vereador explica que algumas posturas adotadas como a não utilização de impressos e postagem, e a priorização do meio digital para a comunicação com seus eleitores, além do uso de telefone somente para assuntos do Gabinete, ajudam a manter os valores abaixo do utilizado pelos outros 34 membros da Casa.

Entenda como funciona a QBM:

A Câmara Municipal possui um limite estipulado para gastos mensais nos gabinetes dos vereadores que, atualmente, é de até R$ R$ 14.124,48. Como forma de retenção de gastos, a Ordem de Serviço nº 08/2009 estipulou um valor contingenciado em 30% - ou seja, somente R$ 9.887,13 podem ser gastos por mês com materiais de expediente, postagem, impressos, telefone, periódicos e também passagens aéreas e diárias e gasolina.



terça-feira, 12 de novembro de 2013

Diálogo Progressista

Créditos: Mariana Blessmann

A apresentação do Gabinete de Inovação e Tecnologia de Porto Alegre (Inovapoa), feita pela secretária Deborah Pilla Villela, abriu o encontro do Diálogo Progressista do dia 06 de novembro. Realizado na Câmara Municipal de Porto Alegre, o evento foi prestigiado pelo vereador Guilherme Socias Villela e outras lideranças do partido, como os vereadores João Carlos Nedel e Mônica Leal, e os presidentes Celso Bernardi e Kevin Krieger.
Durante sua fala, Deborah mostrou os principais trabalhos e ações do Inovapoa neste ano, como o aumento no número de bolsas para estudantes de baixa renda, e do foco principal do Gabinete, o desenvolvimento econômico-social.
A secretária citou ainda os grandes eventos em que participou representando e divulgando a cidade, como a Business IT South America – BITS, a Cebit, a 14ª FISL e a Missão ao Vale do Silício. Uma das maiores conquistas de 2013, na gestão de Deborah Villela, também foi lembrada: a aprovação da Lei Municipal de Inovação que prevê políticas públicas de incentivos financeiros e fiscais, arranjos produtivos locais e fomento aos parques tecnológicos e incubadoras criativas.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

A importância dos corredores de ônibus para Porto Alegre

Créditos: Divulgação / PMPA

Os corredores de ônibus de Porto Alegre são de extrema relevância à mobilidade urbana diante do crescimento da cidade. Implantados entre 1976 e 1979, na gestão do então Prefeito Guilherme Socias Villela, os corredores garantem maior velocidade operacional, mais conforto aos passageiros e além de benefícios ambientais, pois operam com melhor desempenho, emitindo uma quantidade menor de poluentes. Também são fundamentais para  “desafogar” e agilizar o trânsito,  principalmente nas avenidas mais movimentadas, como Protásio Alves, Bento Gonçalves e a Baltazar de Oliveira Garcia, transportando mais pessoas que os carros.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Projeto em discussão

Crédito: Desirée Ferreira / CMPA

Entrou em Discussão Preliminar na Câmara, o projeto de lei complementar do Vereador Villela, que prioriza a fiscalização de árvores em parques e praças com grande circulação de pessoas, no município de Porto Alegre. O projeto prevê a ampliação do rol de competências do Sistema Municipal do Meio Ambiente (Sismam) e do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam). Segundo Villela, a necessidade de implantar vistorias periódicas é grande, devido ao número de árvores existentes na Capital.
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
A iniciativa se deu devido ao envolvimento do vereador com questões ambientais - como a criação da Secretaria do Meio Ambiente (Smam); da Lei do Impacto Ambiental; de Parques e praças; e de milhares de árvores plantadas – e também pelo fato ocorrido no mês de agosto, da queda de uma árvore no Parque da Redenção. Para Villela, ainda que seja preciso buscar novas formas de monitoramento e aumento de fiscais, devem ser prioridade os espaços públicos de grande circulação de pessoas, como é o caso de parques e praças da Capital – Farroupilha (Redenção), Moinhos de Vento (Parcão), Frederico Arnaldo Balvé e Carlos Simão Arnt (ENCOL) –, onde costumam ser realizadas atividades promovidas tanto pelo Poder Público como por entidades civis. O projeto agora segue para as Comissões da Casa para ser votado em seguida.

Repercussão na mídia

Por ser um assunto de grande relevância e por haver novos casos recentes de quedas de árvores na Capital, o projeto de Villela ganhou destaque na mídia por meio de notas, entrevistas e reportagens nos jornais Metro e Zero Hora (coluna da Rosane de Oliveira), e na Rádio Bandeirantes.

Para mais informações sobre o projeto, acesse: http://projetos.camarapoa.rs.gov.br/projetos/119987.