segunda-feira, 31 de março de 2014

Esperança para portadores da Anemia Falciforme

O Ministério da Saúde deve incluir, em Portaria, o transplante de medula óssea aos portadores de anemia falciforme. Essa inclusão é uma demanda antiga da Associação Gaúcha de Doença Falciforme (AGAFAL), e foi encaminhada pelo vereador Guilherme Socias Villela (PP) a partir de indicação aprovada pela Câmara no último dia 05 de fevereiro.

Em resposta a essa indicação, a presidente da AGAFAL, Lucia Silla, destacou o empenho do vereador "em ajudar a esta população tão necessitada".

O legado da Copa

Prefeito José Fortunati discursando durante o evento "Tá na Mesa"
Foto: Luciano Lanes / CMPA

O vereador Guilherme Socias Villela (PP) esteve presente em mais uma edição do “Tá na Mesa”, evento realizado na Federasul na última quarta-feira (26/03). A reunião-almoço contou com a presença do prefeito José Fortunati como palestrante e teve como tema a visão da Capital além da Copa.

Na ocasião, Fortunati assegurou aos presentes que a Capital atenderá a todos os requisitos para a realização dos jogos da Copa do Mundo, deixando, inclusive, benfeitorias para Porto Alegre. Lembrou também que, embora a maior parte das obras não fique pronta até junho, os ganhos em mobilidade pública ficarão como legado. “O cidadão pode ficar um pouco incomodado durante essa fase, mas depois ficam as melhorias”, ressaltou o prefeito.

Além da Copa, outro assunto do encontro foram os contratos de gestão que estabelecem metas e critérios de avaliação para todas as secretarias, departamentos e empresas do governo municipal. O prefeito apresentou às autoridades e empresários presentes como deve funcionar esse modelo que atualmente é utilizado na iniciativa privada, e que agora busca aperfeiçoar a administração na esfera pública, com o objetivo de qualificar a prestação de serviços aos cidadãos.

Ao todo são 37 contratos divididos por área que, juntos, somam 280 metas de curto, médio e longo prazo. As metas foram elaboradas a partir do Programa de Governo, de reivindicações da comunidade e de necessidades da cidade detectadas em discussões de governo. O novo modelo de gestão é baseado na transversalidade, que exige integração entre secretarias, empresas e departamentos municipais.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Lembranças de Porto Alegre

Capital gaúcha completando mais um aniversário
Foto: Divulgação

São 242 anos completados no próximo dia 26 de março pela Capital dos gaúchos. Na próxima semana, Porto Alegre faz aniversário e comemora suas tradições, espaços e belezas, e para os moradores, é difícil não relembrar de histórias que a cidade viveu.

Em alguns desses anos, Guilherme Socias Villela teve importante participação, sendo prefeito da Capital por dois períodos (1975/1983) e agora ocupando uma cadeira no Legislativo Municipal. No Executivo, Villela fez muito por Porto Alegre, principalmente na área de meio ambiente. Dentre suas realizações estão a criação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM) - a primeira do Brasil -, a criação da Lei de Impacto Ambiental, e a criação de 40 parques e praças. Como destaque podemos citar o Parque Marinha do Brasil e o Parque Harmonia, importantes locais de área verde da cidade que estão localizados em um local privilegiado: a orla do Guaíba.

Com uma área total de 11 hectares, o Marinha do Brasil é conhecido por ser um parque essencialmente esportivo. Localizado ao lado do Estádio Beira Rio, foi construído a partir de um projeto dos arquitetos Ivan Mizoguchi e Rogério Malinsky, e contou com a participação do engenherio agrônomo Curt Alfredo Zimmermann, profissional que também participou do projeto dos parques Moinhos de Vento e Maurício Sirotsky Sobrinho, ambos inaugurados na gestão de Villela como prefeito.

Construído cerca de quatro anos após o Marinha do Brasil, o parque Harmonia possui 65 hectares e é conhecido por reunir diversos aspectos da tradição gaúcha, inclusive por ser palco do Acampamento Farroupilha, evento que nasceu junto com o Parque e é uma das mais importantes festas do calendário gaúcho.


Entrevista com Curt Zimmermann

Antigo engenheiro da divisão de parques e praças da Secretaria Municipal de Obras e Viação de Porto Alegre (Smov), Curt Zimmermann teve importante participação na execução das obras dos parques Marinha do Brasil e Harmonia.

Como foi participar da criação desses dois parques?
Não foi difícil, pois eu tinha muita experiência na área, tendo feito outras praças e jardins de Porto Alegre. Mas é uma satisfação incrível saber que fui responsável pela execução de dois lugares importantes para a nossa cidade.

Qual foi a sua participação nos dois projetos?
Eu estive presente durante toda a execução das duas obras. No caso do Marinha, a obra recebeu uma verba importante que possibilitou, inclusive, a canalização do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) dentro do Parque. Já no parque Harmonia, foi diferente. Eu me propus, na época, para o prefeito Villela, a fazer a obra sem verba. Para isso foram utilizados materias de sobras de várias secretarias como DMAB, SMOV, CEEE, SMAM, etc.

Na sua opinião, qual a importância desses dois parques para a cidade? 
São cartões postais de Porto Alegre. Pelo Harmonia tenho um carinho especial, pois era um ideal meu criar um lugar que mantivesse viva as tradições dos gaúchos, e é o que acontece hoje.




segunda-feira, 17 de março de 2014

Câmara de Porto Alegre promove a Semana da Mulher

Uma semana de programação especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher
Foto: Francielle Caetano / CMPA

Comemorado no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher ganhou nesta semana uma programação especial, promovida pela Câmara Municipal de Porto Alegre. Desde o sábado (08.03), ações culturais e legislativas foram realizadas em diversos pontos da Capital.

O evento, organizado pelas sete vereadoras da Capital - Any Ortiz (PPS), Fernanda Melchionna (PSOL), Jussara Cony (PCdoB), Lourdes Sprenger (PMDB), Mônica Leal (PP), Séfora Mota (PRB) e Sofia Cavedon (PT) -, em parceria com a Seção de Memorial e a Assessoria de Relações Públicas recebeu apoio dos movimentos de mulheres, partidos políticos e Fórum de Mulheres.

Dentro da programação estava prevista a vigília pela aprovação do projeto de lei que institui a Política Municipal de Formação e Capacitação continuada de Mulheres para o Mundo do Trabalho, proposta pela vereadora Jussara Cony (PCdoB). O projeto, que recebeu voto favorável de Guilherme Socias Villela e dos outros 36 vereadores da Casa, foi aprovado na sessão de segunda-feira (10.03). Também foram aprovadas as emendas que disponibilizam um maior número de cursos que visam à formação técnica das mulheres em todas as áreas profissionais, bem como as que asseguram reserva de, no mínimo 50% das vagas em programas de capacitação existentes, dando prioridade às mulheres chefes de família ou vítimas de violência doméstica.

Conforme a proposta e suas emendas, o Executivo Municipal deverá reservar para as mulheres metade das vagas em programas existentes em parceria com as esferas estadual e nacional, como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho. O objetivo é a formação técnica das mulheres em todas as áreas profissionais que compõem o mundo do trabalho.

Na sessão de quinta-feira (13.03), o período de Comunicações Temáticas foi marcado pela discussão do tema “As Reformas que Queremos”. O encontro contou com a presença de representantes do movimento feminino que discursaram sobre mudanças políticas, urbanas e na comunicação no Brasil. Na ocasião, vereadoras e vereadores da Casa também se manifestaram sobre o tema.



segunda-feira, 10 de março de 2014

Aprovada a ampliação do Hospital de Clínicas

Vereador Villela discursando na Câmara Municipal da Porto Alegre
Foto: Leonardo Contursi/CMPA 

Foi aprovado na tarde de quarta-feira (05.03), na Câmara Municipal da Porto Alegre, o projeto de lei complementar do Executivo que autoriza a ampliação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). A proposta contou com o voto favorável do vereador Guilherme Socias Villela e de outros 29 vereadores, e teve uma abstenção.

Durante a sessão ordinária em que o projeto foi aprovado, Villela se pronunciou e falou de detalhes que estão diretamente envolvidos na ampliação. O vereador mencionou um dos grandes arquitetos do século XX, o alemão Mies van der Rohe que dizia que “a arquitetura é a vontade de uma época”. Usando essa citação, destacou que a vontade de nossa época é resolver os problemas de saúde e de educação, contemplados no projeto de ampliação do hospital, que prevê para o setor de emergência 5.159 m², 41 salas para o bloco cirúrgico e 90 leitos para a recuperação pós-anestésica, entre outras mudanças. O vereador também lembrou que a questão ambiental das árvores será compensada por um novo plantio, ação que ele considera importante e realizou quando prefeito de Porto Alegre, deixando mais de um milhão de mudas plantadas.

Além do projeto, o Plenário também aprovou emenda apresentada pelo vereador Delegado Cleiton (PDT) que prevê que a compensação pela supressão, transplante e poda de árvores seja feita no mesmo imóvel ou bairro do empreendimento.
Na semana passada, uma reunião com o objetivo de agilizar a tramitação do projeto havia sido realizada pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) junto com a direção do HCPA.

Na ocasião, a vice-presidente do hospital, Tanira Torelly, explicou que o projeto de ampliação nasceu em 2010 a partir da necessidade comum de todos os setores da instituição: mais espaço. A obra, que aumentará 70% da área física, e todos os equipamentos necessários serão custeados com recursos disponibilizados pelo governo federal, que somam o valor de R$ 408 milhões.

Proposta de ampliação foi sancionada pelo prefeito

Após a aprovação do projeto de lei, a proposta foi sancionada pelo prefeito José Fortunati na quinta-feira (06.03). Em solenidade no Salão Nobre do Paço Municipal, Fortunati recebeu do presidente da Câmara, Professor Garcia (PMDB), a redação final do projeto.

A expectativa é que em 20 dias sejam liberadas pela prefeitura as licenças ambiental e urbanística possibilitando o início imediato das obras.