segunda-feira, 16 de março de 2015

Poda de árvores em pauta

Parque da Redenção é um exemplo de local com muitas árvores

Na última semana, a prefeitura de Porto Alegre lançou edital para licitar empresas interessadas em se responsabilizar pela poda de espécimes vegetais na capital. A ação viabiliza ainda mais a Lei Complementar 757, de autoria do Executivo Municipal, que está em vigor desde 14 de janeiro deste ano e tem como objetivo tornar atuais as regras para supressão, transplante e poda de espécimes vegetais, além de outras normas amplas de compensação vegetal e a criação de um Fundo Municipal.

Na mesma semana, na tarde da quarta-feira (11.03), durante a Sessão Ordinária, o Plenário da Câmara Municipal acatou veto parcial do Executivo relativamente a algumas emendas.

Este assunto foi abordado pelo vereador Guilherme Socias Villela, em 2013, quando encaminhou ao Executivo uma Indicação que pretendia agilizar os processos de poda e corte de árvores e arbustos em situações de risco, em propriedades privadas, permitindo que o proprietário que não tivesse retorno da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM) após 30 dias do pedido, contratasse um profissional habilitado para a expedição de um laudo técnico e, em seguida, caso necessário, realizasse a poda.

Nenhum comentário: